30 days of music - Dia 7

Em tempos de melancolia, memórias melancólicas sempre tornam a aparecer, não é?




Dia 7 - Uma música que te lembra um acontecimento



A vida é meio confusa e nem sempre as coisas funcionam como esperamos, tanto com coisas que nos arrependemos de ter feito e coisas que fazemos errado, incluindo essa postagem pois estou atrasadíssimo.

Kuroi Namida  ~deep sadness version~ foi a escolha de hoje, tem um dia na minha vida que eu caí em si e descobri que: Eu era a pessoa que eu mais odiava. Pode soar meio depressivo e tudo mais, bom, de fato é, mas é algo que devia ser superado, nem faz tanto tempo esse acontecimento, meados de 2015 eu acho, não me recordo direito, mas me arrependo. É algo que já está meio consertado e eu não me odeio mais, mas do mesmo jeito não sou a pessoa que eu mais amo provavelmente, enfim. Agora a questão é: onde que Kuroi Namida entra nisso? Bem, sabe um gatilho? Teve um "gatilho" que me fez cair em si, e no momento desse gatilho eu estava escutando essa música, ela é meio triste, talvez tenha até mesmo fortificado a memória que eu tenho desse dia, não gosto de lembrar, mas é uma boa música, fazer o que não? Uma música não se estraga por causa de maus momentos na vida.

E novamente, apenas como curiosidade, essa música é cantada pela Anna Tsuchiya, a moça que dá a voz as músicas cantada pela Osaki Nana no anime NANA, todas as músicas do anime são maravilhosas, e essa versão em especial só saiu em single. E bem, quando ao trabalho da Anna por si só, eu não sei nada sobre, é o tipo de cantora que "okay, eu estou satisfeito apenas com essas músicas", não sei dizer se isso é algo bom, até me senti um pouco malvado agora, talvez eu compare mais coisas do trabalho dela como cantora.

Enfim, outra postagem super corrida saindo nos acréscimos do segundo tempo (eu odeio futebol), Já estamos chegando a quase 1/3 do desafio, e ainda tem muita lenha para queimar, já estou com preguiça desde agora, preciso procrastinar.

4 comentários:

  1. Caramba, isso soou depressivo. Acho que bateu uma leve crise existencial aqui kakspa realmente, tenho várias músicas que marcam momentos ruins ou tristes da minha vida e isso não as torna necessariamente ruins.
    Não tem como não querer procrastinar, faço isso de lei na minha vida kkkk acho até que dê mais emoção e, quem sabe, uma boa história besta pra contar depois. Mas a sensação de "Cara, eu consegui, cumpri uma meta" é boa demais também então ganbatte ^^

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Crise existencial é o padrão por aqui //mentira, mas tenho frequentes, mesmo que depois de um tempo elas nem atinjam tanto mais
      E de fato soou depressivo, mas no resultado atual eu acho que tá bem mais tranquilo, pelo menos eu espero, eu não confio na minha cabeça as vezes
      Eu adoro procrastinar mas é difícil com TCC, e eu ainda arranjei esse desafio por puro egoísmo, é lindo, mas sempre tem os fins de semana ainda.
      Enfim, irei me esforçar, chega de projetinho que acaba no meio, sou rei em fazer isso.

      Obrigado por vir <3 (Não sei fazer o caractere de coração no notebook ainda, qualquer dia eu aprendo).

      Nippan -

      Excluir
    2. É, depois de um tempo meio que você se acostuma, sei la. Só não confio na minha cabeça quando a tpm ataca ahaha. TCC?? Mdss pena de você, já passei por isso em um curso técnico e vou passar de novo na faculdade, mas sorte que ainda tá um pouco longe pra mim, já que vou começar só em agosto msm.

      disponha <3, eu acompanhava seu antigo blog kkkk mas sumi por um boom tempo, saudade do Sr. Batata (era esse nome ne?), o que aconteceu com ele?

      Excluir
    3. Bom, se eu tivesse um útero o padrão seria TPM, eu sou terrível na minha relação com a minha própria cabeça.
      No meu caso eu to super atrasado, tenho coisas para comprar e agora eu estou correndo feito maluco
      Olha, se tu tá aqui desde o Sr. Batatas a senhorita de fato já é velhinha por aqui aushdusad, creio que ele está aposentado junto com outros OCs bizarros com personalidades malucas

      Excluir