30 days of music - Dia 11

Último momento.


Dia 11 - Uma música da sua banda favorita


Para quem me acompanha em alguma rede social, tem uma noção básica de que tem uma mulher do qual eu endeuso acima das outras, uma imagem divina que canta a mais de 15 anos, carreira essa que eu acompanho a aproximadamente 8 anos, foi a banda que me fez procurar por mais músicas asiáticas, nicho esse do qual eu pertenço hoje em dia. Eu escolhi essa música sem um bom motivo forte, o trabalho instrumental dela é bem fraco, Itsuki Yui ainda tinha uma voz crua, não tinha treino. Tinha cerca de 17 anos quando essa música lançou, antes mesmo de sua carreira como dubladora, um trabalho totalmente amador, considerando essa qualidade de áudio é provável que ela nem tenha gravado em um estúdio, e eu acho isso incrível, ela lutou muito para ter a carreira que tem hoje, ela conseguiu superar os desafios e até mesmo conseguiu melhorar em sua capacidade vocal, ano após ano ela canta cada vez melhor, e eu pessoalmente acho que essa música representa bem esse começo prematuro dela, após isso tudo é super bem produzido, arranjos épicos, violinos misturados a uma banda de rock, porém sem deixar de parecer sinfônico. Inspirações óbvias em Ali Project e o estilo gótico, sendo esse estilo gótico o principal atrativo visual da banda, sendo Yui uma assumida gothic lolita, tendo trabalhos até como modelo do gênero, o que fortifica a imagem.
Yousei Teikoku, traduzido literalmente, significa Império das Fadas, Yui se autodenomina Fairy Yui, a rainha das fadas, que está disposta a fazer as pessoas acreditarem em fadas através das suas músicas (e obviamente essa ideia só foi até o último álbum amador). A banda tem registros de atividade desde 1995, com apenas dois integrantes, sendo um deles a adolescente incomum e excluída, Yui. A banda tem diversas músicas em anime, sendo alguns deles Kurokami, Zankyou no Terror, MAI-Hime, Mirai Nikki (grr) e Big Order mais recentemente. Diversos singles lançados e mais um álbum a caminho, mostrando que a banda continua em atividade total.

Por mais que eu ame a banda, eu ando meio descontente, o último álbum foi bem fraco, deixando o estilo antigo para trás e apostando em um estilo bem pesado, e eu pessoalmente não gosto tanto, prefiro todo o épico instrumental que sempre trabalharam, se for pra ser uma evolução, espero que evolua sem deixar o estilo antigo para trás, pode ser coisa de fã chato nostálgico, mas é.
Mirai Nikki é ruim, a única coisa que se salva é a abertura e encerramento de Yui-sama, e olha que nem é das melhores da banda.

0 comentários:

Postar um comentário